HOSPITAL AGENOR PAIVA REALIZA DIAGNÓSTICO DE ENDOMETRIOSE

Cólicas intensas e dificuldade de engravidar são alguns dos sintomas da doença. Saiba mais.


A endometriose é uma doença inflamatória que ocorre quando o tecido que reveste a cavidade uterina (endométrio) se implante fora dela, chegando a áreas onde não deveria permanecer, como os ovários, intestino e bexiga.

Estudos observam que a endometriose é uma doença multifatorial. Uma combinação de fatores genéticos e ambientais, que podem produzir ou predispor a doença.

  • 10 a 15% das mulheres em idade reprodutiva (13 a 45 anos) tem endometriose;
  • 86% das mulheres com endometriose têm cólica menstrual intensa;
  • 1/3 das mulheres com endometriose têm dificuldade de engravidar.

Fique atenta se você sentir um ou mais desses sintomas. Você pode estar com endometriose.

  • Cólica menstrual intensa
  • Fluxo irregular
  • Dificuldade para engravidar
  • Dor durante a relação sexual
  • Alterações intestinais
  • Inchaço abdominal
  • Ardor ou dor ao urinar

Essa doença pode ter seu diagnóstico retardado, principalmente porque os primeiros sintomas são encarados como algo natural para muitas mulheres: cólicas menstruais. Esse fato pode resultar também no atraso do tratamento e ainda em alterações da fertilidade.

Diagnóstico

O diagnóstico da doença se baseia em dados clínicos e de exames complementares. Um excelente exame para a visualização da doença seria a ultrassonografia transvaginal com preparo intestinal, por se tratar de método pouco invasivo, bem tolerado e de bom custo benefício.

No Hospital Agenor Paiva, o diagnóstico pode ser feito por meio da ultrassonografia transvaginal com preparo intestinal. O exame é realizado no Centro Médico II.

Tratamento

A escolha do tratamento dependerá da gravidade dos sintomas, da extensão e localização da doença, do desejo de engravidar e da idade da paciente. Pode ser medicamentoso, cirúrgico ou, ainda, a combinação de ambos. Após uma avaliação clínica criteriosa, associada a exames complementares adequados, o médico ginecologista indicará o melhor tratamento para condução da paciente.

Fonte: Associação Brasileira de Endometriose